A REGUA é uma organização brasileira não governamental (ONG), sem fins lucrativos, visando a conservação da Mata Atlântica da bacia do alto rio Guapiaçu, pela:

  • Proteção da Mata Atlântica por meio de aquisição de terras e contratos de gestão
  • Integração da proteção da Mata Atlântica com as necessidades da comunidade local
  • Restauração de habitats utilizando recursos locais
  • Realização de Bio-inventários de fauna e flora
  • Incentivo e apoio à pesquisa científica
  • Estimulando o público em geral a visitar e apoiar a REGUA

Mais sobre nós »

Assista o nosso filme Wildscreen

Narrado por Raquel Toniolo, produzido por Verity White/Five Films, trilha sonora por Matthew Sheeran. Veja em HD »

lodge-p1400109-rachel-walls-525x250

Visitação

Você gosta de história natural? Venha conhecer o projeto de conservação da REGUA, localizada na Mata Atlântica de Cachoeiras de Macacu. Ele tem florestas plantadas e banhadas restauradas a menos de duas horas da cidade de Rio de Janeiro permitindo até uma bate-volta. Você pode avistar dezenas de animais típicas deste Bioma e a sua visita será um prazer para nos e você estará contribuindo para a conservação do nosso patrimônio ambiental. Mais »

research-owl-verity-white-420x200-home-portugues-site

Pesquisa

Para garantir a proteção em longo prazo da biodiversidade a REGUA tem como prioridade o fomento da pesquisa. Coletar dados sobre as espécies presentes (inventários), suas interações (ecologia) e os fatores que afetam a sua sobrevivência (manejo & monitoramento) é instrumental para a conservação das espécies presentes. REGUA oferece suporte logístico, tais como alojamento, laboratório, sala de aula, refeições, internet e guias locais aos pesquisadores. Mais »

home-restoration_6905-portugues-site

Restauração

Desde 2004 REGUA vem plantando espécies de arvores nativas e recuperando alagados num esforço de recuperar uma paisagem perdido a desmatamento do passado. Com mais de 360 000 arvores plantadas de 240 espécies coletadas de sementes das mesmas matas em mais de 200 hectares, a recomposição contribuirá para elevar a proporção florestal, conectando fragmentos isolados de florestas e consolidando a área de amortecimento do Parque Estadual Três Picos. Mais »