“Conformidade” ou “Compliance” Conexões éticas do Terceiro setor

(©% Nicholas Locke)
(© Ana Carolina Moreira)

Foram cinco dias de imersão num curso sobre “conformidade”, ou seja, “compliance”, onde os temas abordados foram: a integridade das organizações, ambiente regulatório, governança corporativa e gestão de risco, gestão estratégica e suas ferramentas, planejamento, monitoramento e avaliação de programas, sistematização de tecnologias socioambientais e comunicação para transformação.

O curso foi realizado pela UNESCO em parceria com a Petrobras, com o apoio da UFF e ministrado pela JS Brasil. Participaram vinte Organizações Sociais Civis (OSCs) nesta oficina de capacitação, a maioria do Rio de Janeiro. Havia três organizações ambientais e as demais eram de ordem sociocultural.

Foi uma semana de muitos desafios e aprendizagem, como por exemplo, o código de ética, mapas de riscos e principalmente mapas processuais com muita atenção dado os indicadores de avaliação para entender do impacto das propostas das próprias OSCs. Como “tornar um desejo em uma necessidade” foi constantemente relembrado a fim de focar os esforços de cada instituição. Como monitorar, medir e avaliar esses processos através indicadores predeterminados para corrigir e acertar os passos é a forma de garantir sucesso institucional de cada projeto. A fim, de testar nossa aprendizagem, foram realizados grupos de trabalho que assegurava a boa interação entre os participantes podendo discutir as conclusões apresentadas pelos grupos.

Para a REGUA, foi muito interessante aprender como as OSCs sociais trabalham. Muitos projetos trazem apoio para os vulneráveis na sociedade em áreas especificas da sua atuação, complementando programas do Governo. Aprendemos a formatar esses valores éticos dentro do projeto, valorizando o material humano para deixar um “legado”. Claro que nunca deve faltar a paixão, o propulsor que levou ao “desejo” de cada um, organizado e avaliado constantemente o progresso e propostas da instituição, isso é a chave para o sucesso, diante de tantas incertezas.

Teremos uma visita da JS Brasil nos próximos meses a REGUA que passarão dois dias conosco para auxiliar nas nossas demandas e efetiva adoção das propostas “compliance”. Captamos a essência da imersão, e pode ser princípios que utilizamos todo dia, mas a organização e estrutura das propostas é que vai contribuir para o sucesso das nossas propostas no futuro.